quinta-feira, 31 de março de 2011

Por Sporting mais transparente, Toda a Verdade

Zeferino boal tenta responder

Vi um blog, em que Zeferino Boal, tentou minimizar as coisas, e justificar tudo o que aconteceu, até que... Um senhor conhecedor apareceu, e até agora não houve resposta, ora vejam:


Miguel Lopes:
1. Será que pode facultar o resultado por mesas?
2. Era possível votar sem BI??
3. Será razoável pensar que 83* boletins do Conselho Leonino foram levados para casa?
4. Nos cadernos eleitorais existem 4 colunas diferentes, para marcar a saída de 4 boletins diferentes?
5. Quem foram os escrutinadores e presidentes de mesa? Eram pessoas das várias listas?
6. Como explica que Catarina Bita possa ter votado?
7. São verdadeiras as declarações de Rui Morgado, que denuncia que os votos não foram selados nem lacrados?
8. Que comentário lhe merece esta fotografia? (http://4.bp.blogspot.com/-G-9mWnQwSGs/TZHu4y0ckaI/AAAAAAAAAvw/sNMzN3P2c28/s1600/Fraude+Sporting+%25281%2529.jpg) Eu já estive em contagens de votos e sei que contar votos ao lado de boletins vazios é impensável..
*14.619-14.536= 83 sócios a menos
91.482-90.583= 899 votos a menos
Sem querer alongar mais a bateria de perguntas,
Cumprimentos

Zeferino Boal:
1. Não foram feitas contagens de mesa a mesa, como nunca foram feitas, mas sim por grupo de votos, ou seja, contaram-se os votos respeitantes às urnas com 1 voto e foi fieta a respectivo mapa;
2. Claro que foi possivel votar sem BI;
3. Claro que é possivel, tal como aconteceu em anos anteriores. Em 2009 não depositei nenhum voto no Conselho Directivo por entender que nenhum candidato considerava credivel;
4. Nos cadernos eleitoriais só existia uma coluna, como sempre foi assim;
5. As mesas dos escrutinadores eram compostas por funcionários e um representante da MAG e todos trabalharam sob o olhar atento dos delegados das listas;
6. Só perguntando a verdade aos serviços do Sporting.
7. Os votos foram fechados em sacos de plásticos, identificados por grupo de votos e guardados numa sala, procedimento igual ao de outros anos. O que Rui Morgado, não disse é que no final e depois de proclamados os resultados e assumindo as suas funções na nova MAG quis levar os boletins para casa, por isso foi chamada a policia para lavrar o auto e fechar a porta. Já agora adianto que teria sido mais sensato, terem selado a porta e fechado e entregue a chave na esquadra de Telheiras, em vez de estar um policia 24h a guardar a porta com custos para o clube, até quando?
8. São boletins que já estavam separados para serem contados;
Acha que todos os delegados fizeram papel de parvos?
Lamento, que o Rui Morgado no momento devido não tenha lavrado o protesto ou feito um requerimento, como determina as regras.


António Dias:
Diz que em 2009 não depositou nenhum voto no Conselho Directivo por entender que nenhum candidato era credível.
Então o que é que fez ao boletim? Meteu-o na algibeira? Para quê?
Não era muito mais lógico depositá-lo na urna em branco?
Miguel Lopes:
Agradeço-lhe as respostas. Elas mostram à saciedade que as eleições no Sporting não oferecem as mínimas garantias de fiabilidade. É sem dúvida uma amarga conclusão para os sportinguistas, mas é a realidade.
Enquanto se fizeram eleições que não eram mais que referendos à sucessão, não houve problemas. Mas ao mínimo confronto com votações a pari passu, só podia estalar o verniz.
Há padrões de exigência para estas coisas.
Têm que haver critérios rigorosos de identificação, o que não aconteceu. Como é que é possível não se exigir o BI!?!?
As funções das mesas têm que estar repartidas pelas várias forças em disputa, o que não aconteceu (até porque os estatutos não o prevêem).
Não é suposto ninguém levar boletins para casa. Os boletins são material eleitoral. Os cadernos eleitorais têm que marcar a saída exacta dos boletins, que depois têm que bater certo com o que está na urna. Se alguém não quer votar num dos pelouros, isso tem que ficar assinalado nos cadernos (que pelos vistos nem sequer tinham quatro colunas para o fazer). Isto ainda mais grave se torna quando se sabe que era possível desviar boletins de mesas que valiam menos, para mesas que valiam mais.
Nunca, mas nunca (!!!!!!), se juntam mesas nas contagens. Cada mesa conta os seus votos, todos os membros da mesa assinam, selam e lacram. Porquê? Caso haja algum problema e seja preciso recontar, consegue-se mais facilmente saber de que mesa é que veio o erro e imputar responsabilidades, em vez das responsabilidades ficarem diluídas por um conjunto alargado de pessoas.
E a cereja em cima do bolo: os votos em sacos de plástico?? Tenho que a certeza que entende, como eu, que isto é completamente inadmissível.
Em suma, mesmo que não tenha existido má-fé de nenhuma das candidaturas, estas eleições não oferecem o mínimo de segurança, e por isso devem ser repetidas. Solução? Alteração do regulamento, dos estatutos e marcação de novas eleições o mais rápido possível.
Só assim conseguem um lastro de confiança para o futuro, e não a suspeição constante que vai corroendo o clube.
Cumprimentos


E assim ficou, sem resposta... É possível o Engº. Godinho Lopes continuar no seu pelouro?! Óbvio que não. Para verem tudo aqui fica o link http://acreditar.blog.com/2011/03/29/esclarecimento-sobre-as-eleicoes-sporting/#comments



Revolta já chegou ao youtube

quarta-feira, 30 de março de 2011

Por uma Assembleia Geral no Sporting Clube de Portugal

O Sporting Clube de Portugal foi a votos no passado dia 26 de Março elegendo um novo presidente no dia seguinte, numas eleições que ficarão para sempre marcadas para a história do clube por possíveis irregularidades segundo avançam algumas das listas derrotadas bem como vários dados que foram divulgados por fontes oficiais. 
Dois dias após esta "fraude" houve diversas manifestações pedindo uma nova eleição com todos os cinco candidatos ou uma segunda volta com os dois candidatos mais votados, os mesmos que o número de votos/votantes originou uma enorme confusão.
Nesse sentido, e após vários contactos já estabelecidos com diversas entidades e personalidades do clube colocou-se a hipótese de se exigir segundos os estatutos do clube a uma marcação de uma Assembleia Geral Extraordinária no qual terá como tema principal o esclarecimento a todos os sócios todo este processo eleitoral, bem como ouvir todos os intervenientes e associados.
Para que esta assembleia seja possível será necessário a recolha de um número mínimo de assinaturas de sócios com quotas em dia, que serão entregues ao presidente da Assembleia Geral no qual serão posteriormente validadas. Para que a recolha seja possível disponibilizamos um ficheiro que poderá ser divulgado por todos os amigos e familiares Sportinguistas que estejam disponíveis e interessados na realização desta Assembleia Geral. Esse ficheiro deverá chegar até nós devidamente preenchido e assinado havendo diversos meios de serem entregues aos responsáveis desta petição. Mais informamos que estaremos também disponíveis para realizar esta recolha junto do estádio em datas que iremos brevemente informar. Pedimos a colaboração de todos vós, para que possamos tornar o Sporting um clube cada vez mais limpo.
No entanto, existem alguns pontos importantes que precisam de ser esclarecidos:
  • Só poderão assinar a petição aqueles que forem sócios efectivos há, pelo menos, 1 ano e que tenham as quotas em dia;
  • É necessário informar os signatários que, posteriormente, terão de marcar presença na AG convocada (mínimo de 1250 votos presentes dos 1500 recolhidos);
  • Os signatários terão de trazer a cópia do seu BI ou Cartão de Cidadão. Em alternativa, tiraremos uma fotografia ao documento ou o signatário enviará uma cópia digitalizada para o seguinte endereço de e-mail:geral@portalsporting.net
Método de envio de assinatura:
  • Utilizar o formulário colocado abaixo
  • Enviar por e-mail para o endereço geral@portalsporting.net
  • Preencher presencialmente a assinatura em data e hora que irá brevemente ser anunciada.

Proposta para Assembleia Geral

Um grupo de sócios criou uma página no facebook para promover uma Assembleia Geral.

Descrição da Página:
"Agradeço a todos os sócios que disponibilizem o nome e número de sócio, de modo a ser pedida uma Assembleia Geral extraordinária, conforme referidas nas Estatutos do Clube !

Iremos entregar esta lista de sócios ao Dr. Eduardo Barroso porque ele tem poderes para convocar uma AG extraordinária.
Se ele não aceitar, iremos nós pedir as vossas assinaturas e convocar a AG, sendo que nós assumimos os custos...

DIA 2 ESTAREMOS NA MANIFESTAÇÂO A PEDIR ASSINATURAS, E IREMOS ENVIAR O LOCAL A TODOS OS QUE ESTIVEREM NESTE GRUPO"


Juntem-se a esta página e contribuam para o bem futuro do nosso grande Sporting...
http://www.facebook.com/event.php?eid=206707706023545

Já não passam só cheques, agora também ameaçam

"Falha de comunicação na origem da denúncia


A denúncia de Catarina Bita, filiada há 33 anos e com o nº 7504, quanto à alegada irregularidade que esteve ligada à sua votação, uma vez que era sócia efectiva há menos de um ano - condição indispensável para exercer o direito -, foi desvalorizada a O JOGO por Lino de Castro, presidente da Mesa da Assembleia Geral em exercício no acto eleitoral, justificando a mesma com "uma informação mal prestada". "Tinha pago 55 euros por ser sócia correspondente e pediu para ser efectiva a 12 de Julho de 2010. Como comprou a Gamebox, teve direito a quatro meses de quotas pagas no âmbito de uma promoção, tendo sido assumida informaticamente a regularização desde Janeiro de 2010", disse. Catarina Bita recusou-se a tecer mais declarações por "ter sido alvo de várias ameaças".

terça-feira, 29 de março de 2011

Comunicado da Organização "Sporting Sem Godinho"

Boa noite a todos,

Vimos por este meio comunicar, que as manifestações marcadas, não têm, nem nunca tiveram algo a ver com a candidatura do Dr. Bruno de Carvalho.
As pessoas responsáveis pela organização destes protestos, não defendem qualquer tipo de candidato às passadas eleições, defendem sim, que o Eng. Godinho Lopes não é a pessoa indicada para gerir o nosso grande Sporting, muito menos, para ser o presidente de todos nós.
Desta forma, podemos dizer que não fazemos parte dos supostos 36.15% de eleitores que supostamente votaram nas supostas eleições do passado sábado, porém, fazemos sim, parte dos supostos 63.5% que não votaram na Lista A.
Queremos também comunicar, que as manifestações planeadas, já mais serão violentas, e jamais, deixaremos ficar mal o nosso Sporting por qualquer tipo de acto planeado. Da mesma forma, que em nada fomos responsáveis pelos acontecimentos da madrugada de Domingo, dia 27 de Março.

Cumprimentos,
A Organização, Sporting Sem Corrupção

Abrantes Mendes exige esclarecimentos



Sérgio Abrantes Mendes, um dos candidatos derrotados à presidência do Sporting, desconhecia a discrepância dos números, e exige uma averiguação por parte do Sporting.

Mais um escândalo

Catarina Bita, sócia do Sporting nº 7504 há 33 anos, passou a sócia correspondente há cerca de dez e voltou a efetiva no final do ano passado. Deslocou-se a Alvalade no dia das eleições para acompanhar o marido, que ia votar. Apresentou o cartão de sócia e indicaram-lhe a mesa 11. Contribuiu com 10 votos. Na semana anterior o clube tinha-a informado de que não tinha direito de voto.


fonte: http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?t=Socia-do-Sporting-votou-quando-nao-podia.rtp&visual=16&article=428514&tm=27&layout=55


Oiçam aqui as declarações:

Manifestações já estão marcadas




Fraude Sporting - Boletins de Votos

Recebemos este email, com uma fotografia caricata. Passo a descrever a situação:

A voto a baixo demonstra que boletins de voto em branco, não usados, estavam em cima das mesas de contagem de voto, o que viola claramente os estatutos do Sporting, que exigem que todos os boletins não utilizados sejam destruídos imediatamente após o fecho das urnas.


Um forte agradecimento a quem nos enviou estes dados por email. Juntos seremos mais fortes, Unidos invencíveis.

Fraude nas eleição - por Fernando Amaral

Já li imensas teorias sobre os resultados das eleições e as possíveis fraudes, e um número igual de explicações para os números apresentados. Até agora nada prova que houve fraude mas também nada provou que não houve.Vamos então a um caso prático de fraude, que todos aqueles que foram votar (com um amigo) podiam ter feito.
Eu fui votar com 2 amigos. Um tinha 4 votos como eu, outro tinha 7, porque apesar de ser mais novo, foi feito sócio à nascença pelo pai e eu tive que ir pelo meu póprio pé um pouco mais tarde.
Como nós achámos que 4 votos era muito pouco para quem já leva 16 anos de sócio, decidimos tornar as coisas mais democráticas. Como apoiávamos todos o mesmo candidato, foi simples cometer a fraude.
Eu e o meu amigo com direito a 4 votos fomos levantar os nossos 4 boletins cada um, na urna correcta. Depois demos por ali uma volta, colocámos as cruzinhas no nosso candidato, e por fim entregámos os boletins mais importantes, para decidir o presidente, ao nosso amigo com 7 votos. Ele por sua vez abdicou de votar no Conselho Fiscal e no Conselho Leonino, para não levar mais de 4 boletins na mão.
A seguir voltámos cada um à sua urna para depositar os boletins, todos dobrados e bem juntinhos. Ninguém verificou se eram 1, 2 , 3 , 4 ou 20, verdes ou amarelos, desde que entrassem na urna estava ok.
E assim os nossos 8 votos passaram a valer 14 na eleição do presidente! Só tenho pena do pai desse meu amigo não ter ido connosco, fazíamos uma troca de boletins ainda mais valiosa.
Ok, nada disto aconteceu, mas PODIA TER ACONTECIDO sem qualquer dificuldade. As condições assim o permitiam. Quem lá esteve sabe disso.
E o que é que isto explica? Que haja um número diferente de votos em todos os orgãos.
Esquecendo todas as outras confusões, é certo que o total de votantes para o Conselho Directivo, Assembleia, Conselho Fiscal e Conselho Leonino é diferente em todos os casos, na ordem das dezenas, já contando com os brancos e nulos.
Ora, dezenas de boletins trocados, com cada um a poder valer até 25 votos… dá para somar os votos necessários para ganhar estas eleições.
A explicação oficial para estas diferenças só poderá ser uma: os sócios receberam os 4 boletins mas só depositaram 1, 2 ou 3 na urna, o resto deitaram fora ou levaram para casa. E pode ter acontecido isso, de facto, mas pode ter acontecido também o que eu descrevi, nunca vamos saber.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Lista C revela que 'votos estavam no lixo'

Um membro da candidatura de Bruno de Carvalho apontou que «os votos estavam num saco do lixo» no final da votação. A revelação foi feita durante a conferência de imprensa do presidente da Assembleia-geral do Sporting, Lino de Castro, realizada esta segunda-feira.

Um delegado da candidatura de Bruno de Carvalho - presente no público da sala de imprensa do Estádio de Alvalade -, interveio para enaltecer algumas «situações» que detectou no processo eleitoral.
Antes de começar a sua intervenção, relevou: «Não vamos fazer quaisquer comentários sobre eventuais irregularidades».

O actual membro eleito pela lista de Eduardo Barroso para a Assembleia-geral prosseguiu, ao apontar diversos casos constatados pelos membros da lista de Bruno de Carvalho durante o processo eleitoral que decorreu a 26 de Março.

O ex-delegado da lista C revelou a existência de uma discrepância de dados, pois «os votantes apurados foram inferiores ao número de votos contados».

«O número de votantes carregado no sistema informático é inferior ao número de votos contabilizados», explicou, adiantando que «não houve qualquer acta oficial nem nada foi apresentado».

O membro da Assembleia-geral abordou igualmente o que foi constatado no interior da sala reservada à equipa que trabalhava no acto eleitoral.

«Os votos estavam num saco do lixo, com um nó e um elástico», aludiu, adicionando que «ao lado estavam uma série de caixas com boletins [de voto] por preencher».

O delegado confidenciou: «Foi-nos dito que o Sporting guardava os votos selados».

O agora membro da Assembleia-geral finalizou a sua intervenção ao garantir: «Não fomos nós que o conduzimos [processo eleitoral]mas agora temos que tomar conta do assunto».

Presidente da Assembleia-geral do Sporting, Lino de Castro, reagiu às declarações justificando a discrepância de dados com «o aumento constante do caderno eleitoral durante a votação».

Lino de Castro revelou que «os números que foram passando nunca foram revelados pela Mesa», admitindo também que «não houve qualquer candidato que pedisse um processo de recontagem».

À pergunta de um jornalista sobre as «irregularidades»apontadas por Dias Ferreira ao processo eleitoral, o presidente da Assembleia-geral afirmou: «Se ele disso isso, então provavelmente não me deveria ter deixado presidir ao acto eleitoral».

O dirigente admitiu ainda que «todos sabiam que era impossível proceder a uma recontagem» devido às dificuldades humanas e logísticas inerentes ao processo.

Petição para 2ª volta de eleições


Bruno de Carvalho está à frente em todas as votações


Manifestação - 09 de Abril de 2011

Caros Sportinguistas,

Vimos por este meio, convocar um protesto pacifico para o dia 09 de Abril de 2011, antes e depois do jogo Sporting - Académica.
O local do protesto é na praça centenário.
É pedido a todos os aderentes que se vistam de preto, que levem tarjas (Sem frases ofensivas), e que se preparem cânticos a demonstrar a nossa posição.

A partir das 19horas, e depois do jogos as 22horas e 30minutos.
Não é obrigatório ir ao jogo, quem quiser ir, todos para a bancada A1...

Mandem-nos propostas para sporting.sem.godinho@gmail.com